Vereador de Augustinópolis se diz ameaçado de morte e registra boletim de ocorrência

Nos últimos meses a Câmara Municipal de Augustinópolis tem sido marcada por um clima quente entre os vereadores afastados e os atuais. Desta vez, o vereador e presidente da Câmara Municipal de Augustinópolis, Cícero Moutinho (PR) registrou um boletim de ocorrência de uma suposta ameaça de morte feita pelo parlamentar afastado Edvan Neves da Conceição, popularmente conhecido pela alcunha de “Neguin da Civil”.

Neguin da Civil (MDB), está afastado pela justiça por um suposto envolvimento em um esquema de corrupção, junto com outros 9 parlamentares. A investigação foi feita pela Polícia Civil e pelo Ministério Público.

Segundo o relato da denúncia, o vereador afastado efetuado uma suposta ligação para o vereador Elias Madeira (PT), por volta das 21h, da quinta-feira, 30 de maio, entretanto o parlamentar em exercício, não prolongou a conversa e disse que só poderia falar no dia posterior. Quando a sexta-feira, 31, amanheceu, Elias Madeira saiu de casa e ao abrir o portão, se deparou com Neguin da Civil dentro de uma caminhonete, lhe aguardando.

Madeira disse então que foi convidado por Neguin a entrar no veículo, mas não teria aceitado e iniciado um diálogo de fora da caminhonete mesmo. Foi então que o vereador afastado, afirmou por cerca de 20 vezes, a Elias Madeira, que até dezembro, mataria o presidente da Câmara, Cícero Moutinho, fazendo referência que não seria de arma de fogo, mas sim uma faca para cometer o crime.

Diante da situação, Cícero Moutinho procurou a Delegacia de Polícia para registrar o fato e pedir apuração.

Leia também
comments