Morre Dona Dijé, líder negra e quilombola que sempre lutou pelos direitos das comunidades

Morre Dona Dijé, líder negra e quilombola
Foto reprodução/Internet

Morre Dona Dijé

Dona Dijé, líder quilombola, faleceu após um infarto. Ela foi referência na luta pelo quilombo e sua partida devastou a comunidade. Mulher negra, quilombola, quebradeira de coco babaçu, um referencial como ser humano, de sabedoria e para a luta dos povos e comunidades tradicionais.  


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Dona Dijé, e outras quebradeiras de coco se uniram para criar, em 1995, o Movimento Interestadual de Quebradeiras de Coco Babaçu.
Confira a nota na íntegra do Movimento das Quebradeiras de coco em homenagem á Dona Dijé:
Uma mãe palmeira se despede

A notícia que não queríamos dar. Esta noite perdemos uma grande mulher, mãe, avó e liderança que faleceu de infarto fulminante, a dona Maria de Jesus Bringelo, dona Dijé. Mulher negra, quilombola, quebradeira de coco babaçu, um referencial como ser humano, de sabedoria e para a luta dos povos e comunidades tradicionais. Uma profunda tristeza invade os nossos corações e custamos a acreditar que não mais compartilharemos de seu sorriso, de sua adorável companhia do seu jeito firme e suave de se posicionar.
Ficam a história, o aprendizado e o exemplo quem sempre lutou pelos direitos das mulheres, dos quilombolas, dos indígenas, dos pct´s e de quem sempre lutou pelo acesso livre ao território.


De acordo com o Mapa da Região Ecológica dos Babaçuais dos estados do Piauí, Tocantins, Maranhão e Pará, existem hoje mais de 25 milhões de hectares de babaçuais, com diferentes densidades. O babaçu é fonte de renda para mais de 300 mil mulheres.
Segundo dados da Universidade Federal do Piauí (UFPI), a expansão de áreas de soja e eucalipto na região vem impedindo o acesso aos babaçuais, além de promover o desmatamento, queimadas e envenenamento das palmeiras.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *