Hacker descobre falha da Apple e compra 502 iPhones por cerca de US$ 0,03

Hacker descobre falha da Apple e compra 502 iPhones por cerca de US$ 0,03 1

Hacker descobre falha da Apple e compra 502 iPhones por cerca de US$ 0,03

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Um hacker do Taiwan tirou proveito de uma falha na loja online da gigante americana Apple e comprou 502 iPhones por 1 novo dólar taiwanês (cerca de US$ 0,03), informou nesta quinta-feira a emissora local TVBS.

O engenheiro de computação Chang Chi-yuan, que já havia conseguido comprar outro iPhone muito mais barato do que o preço de venda em 2016, publicou em sua página no Facebook três imagens que comprovam a aprovação da transação de compra.
No total, segundo as imagens mostradas pela emissora, Chang pagou o irrisório valor por 500 unidades do iPhone 8 de 256 GB e 2 do iPhone XS Max de 512 GB, que valiam no total cerca de 16,6 milhões de novos dólares taiwaneses (cerca de US$ 539 mil). Apesar da “sorte”, ele cancelou a compra após receber a aprovação.
Chang ficou famoso internacionalmente em 2013, quando conseguiu excluir publicações do fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, utilizando um bug que havia sido descoberto e depois ignorado pelos técnicos da rede social.
Marca histórica
A Apple fez história ao atingir em agosto o valor de mercado de 1 trilhão de dólares. Foi a primeira empresa privada a alcançar o feito, deixando para trás – com folga – gigantes como a Microsoft, Amazon e Alphabet (Google). O valor de mercado engloba a soma de todas as ações de uma empresa.
“Isso significa que as pessoas acreditam que a Apple é capaz de continuar criando valor ao longo do tempo”, explicou o diretor de marketing e conteúdo do Insper, Silvio Laban. “O preço da ação reflete resultados passados e expectativas futuras de ganho”.
O iPhone é o grande responsável pelo sucesso da marca. Em 2007, a empresa inovou ao criar um aparelho que reunia câmera, acesso à internet, GPS e telefone. Outro truque foi implementar a tela sensível ao toque e acabar com o teclado no corpo do celular – assim, o usuário usa o recurso apenas quando necessário.
Tim Cook, atual CEO da Apple, também é apontado como uma das razões pelo crescimento da companhia – mesmo que alguns acreditem que a ausência de Steve Jobs pesou contra as inovações da Apple.
Atualmente, a Apple tem 150 bilhões de dólares a mais que todas as empresas listadas no Ibovespa, os dados são da Economatica, empresa de software de investimentos. Há 10 anos, o valor de mercado da fabricante do iPhone representava apenas 10% das maiores companhias brasileiras – na época, a empresa nem figurava no ranking das mais valiosas dos Estados Unidos.
Se fosse um país, a Apple seria a 16º maior economia do mundo, logo atrás de México (1,04 trilhão de dólares), Espanha (1,23 trilhão de dólares) e Austrália (1,25 trilhão de dólares). 

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *