No Dia das Crianças, menina que nasceu com corpo coberto por pelos comemora sucesso do tratamento.

Neste Dia das Crianças, estudante Kemilly Vitória Pereira de Souza, de 6 anos, que nasceu com o corpo coberto por pelos, celebra o sucesso do tratamento que vem fazendo desde que se mudou para Goiânia, há pouco mais de três anos. A menina começou a terapia a laser no Hospital Materno Infantil (HMI) e agora dá continuidade, ainda de graça, em uma clínica particular.
Logo após a última sessão, que ocorreu na terça-feira (10), Kemilly saiu da sala orgulhosa: “Dessa vez eu nem chorei, mamãe”, disse. Com sessões praticamente semanais, o acúmulo de pelos pelo corpo dela diminuiu consideravelmente e já não causa sofrimento para a menina e para a família.
Kemilly nasceu com uma doença genética e hereditária chamada “hipertricose lanuginosa”, também conhecida como “síndrome do lobisomem”, que a faz ter uma quantidade de pelos no corpo acima do comum. Ela e os pais são de Augustinópolis, no Tocantins, mas se mudaram para Goiânia em 2014, quando conseguiram o tratamento a laser para ela no HMI. No entanto, em setembro do ano passado, eles ganharam uma terapia para a menina na Clínica Beuté, onde continuaram as sessões.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Hoje, vaidosa e cheia de autoestima, Kemilly conta que adora se aprontar e está feliz com os resultados. “Eu gosto de vir aqui porque eu fico sem os pelos. Dói só um pouquinho. Eu me sinto mais bonita quando passo batom, maquiagem. Gosto de ter amigos também”, disse, sorrindo.
comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *