Amélio Cayres recebe “visita” da PF mas explica que não foi citado na operação.

O deputado estadual Amélio Cayres (SD), recebeu na manha desta segunda – feira (03), uma “visita” dos agentes da Polícia Federal que apuram um possível desvio de R$ 1,4 milhão de obras de implantação e recuperação de estradas vicinais em projetos de assentamento situados em municípios tocantinenses. 
O parlamenta emitiu uma nota, alegando que não foi citado na operação e que a ida da PF a sua residência, foi para buscar documentos sobre convênios da Prefeitura Municipal de Esperantina, que poderiam estar em sua residência. Os convênios investigados são de 2011, época em que a esposa do parlamentar era prefeita de Esperantina.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});



“Quero dizer a imprensa e aos nossos amigos, que apoiamos de maneira irrestrita qualquer tipo de investigação. Da nossa parte, o que diz respeito as obras em Esperantina, na época que minha esposa foi gestora, estamos prontos a colaborar. Mas é importante frisar que nada tem haver com o deputado Amélio, em momento algum.”, afirmou o parlamentar. “Outro ponto importante é deixar claro que todo o recurso destinado pelo Incra ao município de Esperantina alvo da investigação foram executados, fiscalizados e teve suas contas aprovadas. Mas compreendemos que se há denúncias, elas devem ser apuradas e da nossa parte a Polícia Federal e a Controladoria terão toda a colaboração” Disse o deputado.
Amélio Cayres recebe "visita" da PF mas explica que não foi citado na operação. 1
comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *