Moradores reclamam da falta de oportunidades de emprego nas três maiores cidades do Bico do Papagaio.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

A escassez de industria e comercio afeta as oportunidades de emprego nos três maiores municípios do Bico do Papagaio; Augustinópolis, Araguatins e Tocantinópolis – TO. Diante da falta de oportunidades uma grande porcentagem dos moradores com algum vínculo empregatício está lotado no serviço público e a outra metade desses migram para capitais e outros estados em busca de uma vaga, deixando para traz família, filhos e amigos.
A redação do Jornal dialogou com um morador de Araguatins – TO, o mesmo foi questionado se estava difícil conseguir um emprego no município ou na região do Bico: “Está complicado conseguir uma vaga no setor privado, não tem muitas oportunidades no comercio e na indústria de Araguatins assim como em vários municípios, as vagas dos serviços públicos acabam tornando-se cargos cobiçado pela população”. pontuou o morador que preferiu se identificar.
Esse cenário afeta inúmeras famílias, como a de Antônio Ribeiro e Maria Conceição. O casal com dois filho para sustentar, mudou-se para Goiânia, capital do estado de Goiás, em busca de trabalho. “em Augustinópolis estávamos vivendo apenas de bicos e com o dinheiro que recebemos do Bolsa Família, tinha o aluguel para pagar e ainda comprar alimentos dos nossos dois filhos. Sei trabalhar como carpinteiro mas não conseguimos serviços, então decidimos mudar de cidade” Desabafa Antônio, inconformado.
A redação do Jornal do Bico consultou junto ao Ministério do Trabalho a quantidade de vagas de empregos gerados nos três principais município da microrregião popularmente conhecida como Bico do Papagaio, devido ao formato do mapa. Foi analisado também a quantidade de admissões e desligamentos nos meses de janeiro e fevereiro de 2017. 
A cidade de Araguatins – TO, com uma população estimada em 2016 de 34.810 habitantes, demitiu mais do que contratou, com isso obteve saldo negativo nos últimos meses, com apenas 27 admissões e 55 desligamentos, com uma variação de -28 empregos gerados. Desde de dezembro de 2016 que o município vem tendo mais desligamentos que admissões. O setor de Vendedor de Comercio Varejista, foi o que mais contratou e demitiu, com 3 admissões e 21 desligamentos.
Já a cidade de Tocantinópolis – TO, segundo maior município do Bico, gerou 30 novas admissões e 26 desligamentos, ficando com um saldo positivo de apenas 4 novos empregos. O setor de Vendedor de Comercio Varejista, também foi o que mais demitiu e contratou, com 8 admissões e 6 desligamentos. Segundo o IBGE, Tocantinópolis tem aproximadamente 23.130 habitantes.
Ainda de acordo com dados fornecido pelo Ministério do Trabalho, o município de Augustinópolis – TO, gerou 50 novas admissões provenientes dos meses de janeiro e fevereiro, mas ao mesmo tempo demitiu 42 funcionários, ficando com um saldo positivo de apenas 8 empregos formais. Em Augustinópolis o setor Continuo, foi o que mais contratou e demitiu, obteve 7 admissões e 6 desligamentos. Com uma área de 408,05 km² e uma população de 16 mil habitantes o município é considerado o terceiro maior da região do Bico do Papagaio.
A análise foi desenvolvida pela equipe do Jornal do Bico e todos os dados informados, foram consultados no banco de dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Redação Jornal do Bico
www.jornaldobico.com.br

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *