Polícia Civil prende acusado de ter abusado de dois enteados e a filha de 04 anos, em Tocantinópolis – TO.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

A Polícia Civil de Tocantinópolis – TO, apreendeu nesta sexta – feira (17), um homem identificado como Dourivan Alves de Morais, de 46 anos de idade, após sua companheira procurar a Delegacia Especializada da Mulher, Criança e do Adolescente para denunciá-lo por ter abusado sexualmente de sua filha de 16 anos e o filho mais velho de 18 anos. 

Segundo informações do Delegado Regional Dr Daniel de Moraes, no momento em que a mulher estava denunciando o companheiro na DP, o filho mais velho ligou informando que Dourivan poderia também ter abusado sexualmente da filha do casal de apenas 04 anos de idade, ainda acordo com o filho mais velho do casal, enquanto estava dando banho na criança notou que a menina se queixava de dores na região da vagina.
A mãe da criança também teria notado enquanto dava banho na criança, que a região da genital da menina estava avermelhada e questionou a filha se ela teria se machucado e a criança respondeu “que o papai colocou o dedo e doeu”.
Em depoimento o filho mais velho da esposa do acusado, contou que quando tinha 09 anos de idade, quando sua mãe foi morar com Dourivan, também teria sido abusado sexualmente pelo acusado, disse também que na época não sabia do que se tratava, porém, quando completou entre 10 a 11 anos, passou a não mais aceitar fazer sexo oral com o acusado.
A enteada de 16 anos relatou em depoimento que foi abusada pelo padrasto, dos 07 aos 14 anos de idade e durante os abusos o acusado ameaçava matá-la junto com a mãe e seu irmão mais velho, a menor disse também, que na época ela e seu irmão contaram para sua genitora, mas a mesma não acreditou nos filhos. A menor foi passar uns dias na casa da Avó materna, e lá resolveu relatar os abusos para sua tia. Diante da suspeita de Dourivam também estar abusando da sua irmã pequena mais nova, foi a adolescente que resolveu denunciar os fatos para a polícia. Segundo consta ainda, após a denuncia o acusado passou a ameaçar os irmãos. 
O Ministério Público manifestou-se pela decretação da prisão temporária de Dourivan pelo prazo de 30 dias e que também fosse realizado busca pessoal e domiciliar na casa do mesmo.
Diante de todas as provas testemunhais e conforme foi apurado pelo delegado e sua equipe, o Juiz de Direito Dr. Helder Carvalho Lisboa DEFIRIU o pedido da prisão temporária de Dourivan Alves de Morais, juntamente com o mandado de busca e apreensão pessoal e domiciliar.
Após a entrega do acusado na Casa de Prisão Provisória de Tocantinópolis, onde o mesmo deverá ficar preso provisoriamente pelo prazo de 30 dias até se concluir as investigações, o Delegado Regional Dr. Tiago Daniel de Moraes concedeu nova entrevista falando sobre mais este caso.
Polícia Civil prende acusado de ter abusado de dois enteados e a filha de 04 anos, em Tocantinópolis - TO. 1
comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *