Araguatins, Tocantinópolis e Augustinópolis registraram em 2016 as maiores perdas de emprego no Bico do Papagaio.

Em 2016 a crise econômica levou embora o ganha pão de inúmeros moradores dos municípios de Araguatins, Tocantinópolis e Augustinópolis. No ano passado os três municípios tiveram a maior perda de empregos formais, dentre, os 25 municípios que fazem parte da microrregião conhecida como Bico do Papagaio, extremo norte do Estado do Tocantins.
Conforme o levantamento desenvolvido pelo Jornal do Bico junto à base de dados do Ministério do Trabalho, no município de Araguatins – TO, de janeiro a dezembro do ano de 2016 foram registradas 228 admissões e 222 desligamentos, um saldo positivo de apenas 6 empregos formais.
Ainda de acordo com os dados do Ministério do Trabalho, no segundo maior município do Bico do Papagaio (Tocantinópolis) a quantidade de admissões em 2016 chegou a 148 e 208 desligamentos, fechando o ano com um saldo negativo de -60 empregos formais, uns dos piores resultados entre os 25 municípios que compõe a microrregião, o número de dispensas bateu o de contratações.

Já o município de Augustinópolis, foram registrados 166 admissões e 158 desligamentos, fechando o ano de 2016 com um saldo positivo de apenas 8 empregos formais, considerado pouco pela quantidade de habitantes do município. 

No município de Araguatins, o setor que mais efetuou desligamentos foi o de: Vendedor de Comercio Varejista, com 36 demissões. Em Augustinópolis o setor que mais demitiu foi o de: Tratamento e Fabricação de Laticínios e Afins, em torno de 18 trabalhadores e em Tocantinópolis, o setor de Vendedor de Comercio varejista, também foi o que mais demitiu no município no ano de 2016, cerca de 26 trabalhadores.

Nas 25 cidades que fazem parte da microrregião do Bico do Papagaio, foram registradas no ano passado, 1.884 admissões e 2.278 desligamentos e um saldo negativo de -394 empregos formais, este é um dos piores resultados desde 2010 quando a microrregião fechou o ano com saldo negativo de -677 empregos formais. Os prefeitos eleitos e reeleitos tem o desafio de alavancar a geração de emprego e renda para o quadriênio (2017-2020).

Redação Jornal do Bico
www.jornaldobico.com.br
jornaldobico.com.br@gmail.com


comments

Um comentário em “Araguatins, Tocantinópolis e Augustinópolis registraram em 2016 as maiores perdas de emprego no Bico do Papagaio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *